Cookie Consent by Free Privacy Policy website Minuto Biológico Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Excreção

Fisiologia | Sistema Urinário

O sistema excretor é, basicamente, composto pelos rins, ureteres, bexiga e uretra. Os rins estão localizados na região posterior do abdômen, logo abaixo do baço e do fígado. Esses órgãos apresentam um formato de feijão e, na sua região superior, possuem as glândulas adrenais. Figura 1 - Rins localizados próximo à região dorsal do corpo. (Fonte: PAULSEN, F.; WASCHKE, J. Sobotta, 2000). Devido o grande espaço ocupado pelo fígado, o rim direito está localizado um pouco mais abaixo que o esquerdo, ambos posicionados na altura da 11ª e 12ª costelas. Os rins estão fortemente presos à parede abdominal graças ao peritônio, membrana serosa que reveste a parte superior da cavidade abdominal. Cada rim possui, aproximadamente, 12 cm de altura, 7 cm de largura e 3 cm de espessura, pesando em média 150g. Os rins possuem diferentes regiões caracterizadas de acordo com os órgãos com quem eles estão em contato. Cada rim possui uma artéria e uma veia renal que se ramificam em seu interior, propiciando u

Fisiologia | Homeostase

O corpo possui um equilíbrio interno que se mantém relativamente constante para o perfeito funcionamento do organismo. Esse equilíbrio é melhor conhecido como homeostase. Para que a homeostase ocorra, são necessárias várias interações entre os diversos tipos de tecidos e sistemas. Essa interação é realizada por meio de hormônios e líquidos presentes no corpo. Esses líquidos podem ser encontrados dentro ou fora das células e, por isso, são denominados de líquidos intra e extracelulares.  Figura 1 -  Moléculas. (Fonte: https://bit.ly/2TzWjlL) O líquido extracelular é composto por água, íons e nutrientes. Dentre os íons, destaca-se uma grande quantidade de sódio, cloreto e bicarbonato. Dentre os nutrientes, temos aminoácidos, carboidratos, ácidos graxos e oxigênio. Esse líquido está envolta das células, constituindo um ambiente único onde elas vivem, um meio interno (milieu intérieur). Termo foi criado à mais de 100 anos pelo fisiologista Claude Bernard . Figura 2 - C