Cookie Consent by Free Privacy Policy website Minuto Biológico Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Zoologia

Zoologia | Aracnídeos e Crustáceos

Aracnídeos e Crustáceos possuem características únicas que refletem a sua grande especialização aos ambientes que ocupam, possuindo comportamentos alimentares e reprodutivos singulares.  Neste artigo em particular, destacarei as características necessárias para que possamos identificar os artrópodes como aracnídeos ou crustáceos. Tendo em vista esse objetivo, não serei prolixo com características gerais de artrópodes que podem ser vistas no artigo seguinte: Artrópodes . Figura 1 - Aranha. (Fonte: https://bit.ly/2OWwjSP). ARACHNIDA Os aracnídeos possuem quatro pares de pernas e o corpo dividido em Cefalotórax e Abdômen (Figura 1). Os segmentos corporais responsáveis pela formação da cabeça e do tórax se uniram durante o desenvolvimento embrionário do indivíduo, formando assim, o cefalotórax. Elas não possuem antenas e asas, mas apresentam estruturas exclusivas denominadas Quelíceras e Pedipalpos. As quelíceras são popularmente conhecidas como as presas

Zoologia | Morfologia de Insetos

Os insetos possuem uma grande variedade de estruturas corporais que se reflete em um incrível diversificação de formas e tamanhos. Neste artigo, abordaremos essa diversidade, expondo alguns dos tipos e funcionamentos dos aparelhos bucais, tipos de antenas, asas e pernas. Figura 1 - Anatomia externa da cabeça de um inseto. (Fonte: https://bit.ly/2OgnQow). Comecemos nossa descrição com os tipos de aparelhos bucais dos insetos, os quais são formados por uma série de estruturas denominadas Apêndices Bucais que possuem sensoriais e mecânicas relacionadas à alimentação. Tipos de aparelho bucal Mastigador - Possui mandíbulas, estruturas adaptadas ao corte e que podem ser superdesenvolvidas (Figura 1). Figura 2 - Aparelho bucal sugador labial não-pungitivo (A) e pungitivo (B). (Fonte: https://bit.ly/2qfgOXv). Sugador - Possui uma Probóscide, tubo formado pela união de duas peças maxilares modificadas. Esse aparelho pode ser Não-pungitivo (Figur

Zoologia | Insetos e Miriápodes

Os insetos e miriápodes são representantes do grupo dos Artrópodes. Os insetos são, certamente, o grupo mais diversificado dos artrópodes, ocupado os mais diversos tipos de ecossistemas aquáticos e terrestres. Caso você não tenha visto o artigo sobre os artrópodes, recomendo que pare agora e faça a leitura clicando aqui . Lá você encontrará características importantes para entender o que são e como é o seu modo de vida. Neste artigo abordaremos características importantes para definir os dois grupos de artrópodes, Insetos e Miriápodes. Desta forma, não perderemos tempo ressaltando características que já foram descritas no link deixado acima. Sendo assim, comecemos pelos insetos. INSECTA Os insetos são organismos Hemimetábolos ou Holometábolos facilmente identificados entre os artrópodes, possuindo um corpo dividido em três partes: Cabeça , Tórax e Abdômen . A cabeça está repleta de estruturas sensoriais e sempre irá conter um par de antenas e um par de Olhos Compostos. Al

Zoologia | Phylum Arthropoda

  Poucos grupos animais são tão diversificados e possuem características tão incríveis quanto os Artrópodes. Eles ocupam quase todos os ecossistemas do planeta, possuindo ampla representatividade local, pois são parte fundamental para o equilíbrio dos ambientes em que vivem. Tendo em vista essa diversidade, pretendo trazer ao leitor características gerais importantes que irão definir o grupo e permitir a compreensão de sua grandeza. Figura 1 -  Arthropoda, Insecta, Coleoptera. (Fonte: https://www.google.com/ ). Os artrópodes possuem grande variedade de cores, tamanhos e formatos (Figura 1). Contudo, apesar dessas variações, um padrão de características é muito bem perceptível. Comecemos pelo nome. Artrópodes! O nome do grupo faz referência à uma característica nítida, eles possuem pernas articuladas. Talvez o leitor pense: Eu também possuo articulações e nem por isso sou um artrópode. Certamente não o é! Um grande diferencial não pode ser deixado de lado. As articul

Zoologia | Phylum Porifera

Iniciaremos, agora, uma série de artigos sobre as características zoológicas presentes nos diferentes filos animais. Os estudos sobre os diversos grupos irão abordar, de forma geral, o a etologia, a anatomia e a fisiologia desses animais. Para tal, começaremos com os poríferos, grupo constituído pelas esponjas-do-mar. Dentre as características gerais de poríferos, destaca-se a primitividade em relação aos demais grupos animais. Os poríferos foram agrupados no subreino Parazoa, enquanto os demais estão no subreino Eumetazoa. Essa distinção se dá como consequência de uma característica importantíssima, a presença de tecidos verdadeiros. Como dito acima, os poríferos são animais primitivos, pois, apesar serem multicelulares e de alimentação heterótrofa, como os demais grupos do reino Animalia, eles não possuem, entre as suas células, um interação capaz de formar tecidos, órgãos ou sistemas. Isso mesmo! Elas não possuem nenhum sistema. Figura 1 - Esponja-do-mar. (Fon

Zoologia | Phylum Cnidaria

Os cnidários, também conhecidos como celenterados, são animais aquáticos de vida livre com tecidos verdadeiros e que possuem tamanhos, cores e formas diversas. Podem ser representados pelas anêmonas-do-mar, medusas, águas-vivas e obélias. Esses animais são conhecidos pela sua incrível capacidade urticante, relacionada principalmente aos tentáculos, que possuem células específicas denominadas cnidócitos ou cnidoblastos. Fígura 1 -  Água-viva.  ( Fonte: https://goo.gl/rQZo8Z). Os cnidócitos possuem em seu interior uma substância urticante denominada nematocisto, um filamento espiralado que será injetado na pele de suas presas quando acionado pelo contato. O acionamento do cnidócito ocorre por meio de um sistema de “gatilho” formado por um cílio, o cnidocílio (Figura 2).  Figura 2 - Cnidócito em repouso e acionado. ( Fonte: Life - The Science of Biology - 7ª Ed.). O contato com o cnidocílio causa a eversão do conteúdo do cnidócito, que é formado pelo estilet

Zoologia | Phylum Platyhelminthes

Os platelmintos são vermes aquáticos ou terrestres achatados dorsoventralmente, característica que define o nome do grupo (Platy = achatado; heminthes = verme). Esses animais podem ser de vida livre ou parasitária. Como representantes desse grupo, podemos citar as planárias, as tênias e os esquistossomas. Figura 1 -   Platelminto  Pseudoceros montereyensis.  ( Fonte: https://goo.gl/ikCZTT). As planárias são organismos de vida livre, enquanto as tênias e esquistossomas são parasitárias. Além de possuírem um corpo achatado, os platelmintos podem apresentar diversas estruturas sensoriais em seus corpos. As planárias (Figura 2) possuem, por exemplo, ocelos (fotorreceptores) e aurículas (quimiorreceptores). Os ocelos podem ser comparados à olhos primitivos. Figura 2 -  Planária. (Fonte: https://goo.gl/hFRDBr). Contudo, cabe ressaltar que essas estruturas não são olhos, pois não formam imagens. Os ocelos possuem a capacidade de perceber a luz. Desta fo